quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Conselhos bíblicos sobre adoração e culto – ABRAÃO OFERECE SEU FILHO


Quando chegaram ao lugar que Deus lhe havia indicado, Abraão construiu um altar e sobre ele arrumou a lenha.  Amarrou seu filho Isaque e o colocou sobre o altar, em cima da lenha.  Então estendeu a mão e pegou a faca para sacrificar seu filho.  (...)  Abraão ergueu os olhos e viu um carneiro preso pelos chifres num arbusto.  Foi lá pegá-lo, e o sacrificou como holocausto em lugar do seu filho.
(Gn 22:9-13)


Abraão representa para nós a demonstração da bondade voluntária de Deus em escolhê-lo e em fazer aliança, bem como em ter ele sido provado e demonstrado que através da fé podemos ser aprovados pelo Senhor e ter nosso culto e adoração aceitos.  As lições da sua prova ao oferecer seu filho ao Senhor e de como Deus providenciou um substituto devem ser aprendidas por nós.
# Ouça a voz do Senhor e sempre procure obedecê-lo.  Mesmo que as instruções divinas possam parecer muito duras, lembre-se que nosso Deus é amoroso e não cruel e que seguir suas leis é sempre a melhor escolha (considere Mt 7:13-14).
# Cultive o hábito de a cada nova circunstância de sua vida oferecer um culto ao Senhor.  Não espere apenas os grandes momentos.  A cada dia adore-o com sinceridade.  Assim, quando as provações chegarem, a adoração já fará parte de seu modo de viver e será bem mais fácil superá-las (veja o Sl 34:1).
# Lembre-se de que Deus não precisa de seu culto e por isso não se satisfaz com qualquer coisa que é colocado sobre o altar.  Ele é dono de tudo (isso está dito em Sl 24:1).  Então ofereça a Deus o que você tem de melhor e o que ele requer de você (atenda a Pv 23:26).
# Estabeleça como centro do seu culto e de sua adoração o louvor pela obra de Cristo na cruz do Calvário.  Foi aquela morte que trouxe vida e liberdade a você.  Não permita que nada, nem ninguém, desvie a intenção e o conteúdo de sua adoração (sublinhe Hb 12:2).