quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Conselhos bíblicos sobre adoração e culto – A REFORMA DE JOSIAS


Josias celebrou a Páscoa do Senhor em Jerusalém, e o cordeiro da Páscoa foi abatido no décimo quarto dia do primeiro mês.  Ele nomeou os sacerdotes para as suas responsabilidades e os encorajou a se dedicarem ao serviço no templo do Senhor.
(2Cr 35:1-2)


Ao longo da história da igreja, muitos têm se empenhado por renovação e reforma nas estruturas eclesiásticas e na sua maneira de adorar.  O rei Josias, quando percebeu esta necessidade entre seu povo, buscou o Senhor e fez o que estava ao seu alcance para empreender uma reforma profunda no templo e no culto judeu.
Desta experiência ainda podemos aplicar lições preciosas para nosso culto e nossa adoração.
# Identifique onde caiu e pecou e se arrependa.  É verdade que o pecado nos afasta de Deus, mas também pode acreditar que pela confissão e abandono das práticas abomináveis alcançará a misericórdia divina (leia lado a lado textos como Is. 59:1-2; Pv 28:13 e 1Jo 1:9).
# Inicie o caminho de volta ao Senhor buscando-o com sinceridade (a oração de arrependimento de Davi no Sl 51, especialmente o verso 17 diz esta verdade).
# Restaure o altar de sua vida, destruindo os ídolos que tenham se infiltrado em sua adoração.  Deus requer a primazia.  E não permita que nada nem ninguém ocupe seu lugar (Mt 6:33 é bem conhecido).
# Reencontre o lugar da Palavra de Deus em sua vida.  Isto vale tanto para quem a esquece fisicamente em um canto qualquer como principalmente para quem a despreza espiritualmente não seguindo suas instruções (faça suas as palavras do Sl 119:11).
# Faça da leitura bíblica o centro de sua adoração – pessoal e coletivamente em sua igreja.  Reunião sem Bíblia não pode ser considerada encontro com Deus, logo não é culto nem adoração (lembre que a ordem para a leitura pública da Lei no culto está prevista nela mesma – Dt 31:11).
# Consulte e dê ouvidos aos profetas que verdadeiramente falem aquilo que o Senhor tem a dizer, interpretando e aplicando a Palavra revelada (reveja o encontro de Felipe com o eunuco etíope e a queixa deste em At 8:31).
# Tendo refeito todos os passos do processo de reconstrução espiritual, conclua-o celebrando a renovação da aliança com Deus feita em Cristo, nosso Cordeiro pascoal (é a instrução paulina aos coríntios – 1Co 5:7-8).