quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Conselhos bíblicos sobre adoração e culto – CAIM E ABEL


Passado algum tempo, Caim trouxe do fruto da terra uma oferta ao Senhor.  Abel, por sua vez, trouxe as partes gordas das primeiras crias do rebanho.  O Senhor aceitou com agrado Abel e sua oferta, mas não aceitou Caim e sua oferta.  Por isso Caim se enfureceu e o seu rosto se transtornou.
(Gn 4.3-5)


Sabemos que a celebração e a adoração são elementos indispensáveis de todo culto e de toda busca ao Senhor que se constitua como um verdadeiro encontro aceitável com Deus.
Do oferecimento de Caim e Abel, lá tão próximos da origem de todos nós, podemos aprender lições importantes e trazer aplicações necessárias para que nosso culto e adoração hoje sejam dignos do verdadeiro Deus.
# Comece reafirmando que seu culto e sua adoração é o resultado de um espírito alegre e grato pelo que Deus tem feito em sua vida.  Daí transforme sempre seus momentos de culto em festa espiritual (vá ao Sl 103:1-2).  Nunca deixe sua adoração se transformar em algo pesado e triste.
# Tome a iniciativa de adorar.  Não espere que apenas alguém o chame.  Deus já tem feito tanto em sua vida e somente isso já é motivo para celebrar.
# Ofereça a Deus o melhor do seu trabalho, e o resultado dos seus mais nobres esforços.  Deus assim o requer.
# Tenha cuidado, pois antes de olhar para sua oferta e seu culto, o Senhor estará olhando para você e sua atitude.  Embora haja maneiras apropriadas de se celebrar ao Senhor – ele mesmo já prescreveu algumas delas – porém o mais importante é a atitude do adorador (lembre da parábola do fariseu e do publicano em Lc 18:9-14).
# Seja grato a Deus pela aceitação que ele lhe concede.  Mas se for o caso de seu pecado causar rejeição, não abandone o altar de adoração.  Confesse seu pecado e volte-se para Deus pois certamente ele o aceitará de volta (confie nas palavras de Pv 28:13).