quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Conselhos bíblicos sobre adoração e culto – JESUS E A MULHER SAMARITANA

Jesus declarou: “Creia em mim, mulher: está próxima a hora em que vocês não adorarão o Pai nem neste monte, nem em Jerusalém.  Vocês, samaritanos, adoram o que não conhecem; nós adoramos o que conhecemos, pois a salvação vem dos judeus.  No entanto, está chegando a hora, e de fato já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade.  São estes os adoradores que o Pai procura.  Deus é espírito, e é necessário que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade”.
(Jo 4:21-24)


A exemplo da samaritana, questionar Jesus e ouvir dele as instruções sobre a forma e o conteúdo do verdadeiro culto que agrada a Deus é a garantia de que quando estivermos em sua presença, seremos efetivamente aceitos na adoração.
Vamos aplicar as lições do Mestre:
# Lembre-se que a essência divina é espiritual, logo sua atitude de adorador tem que refletir também a sua espiritualidade individual.  Busque-o com o coração contrito e a alma sincera em sua presença (lembre-se ainda do Sl 51:17).
# Não faça dos ritos ou dos elementos físicos a base de sua adoração (veja o texto de Os 6:6).  Pode usar deles como instrumentos – ou canais – da sua adoração, mas não faça deles um fim em si mesmo.
# Sempre acrescente a verdade contida na Palavra de Deus e seu estudo em sua adoração.  Não erre como os saduceus criticados por Jesus em não conhecer nem o poder de Deus nem as Escrituras (leia o episódio em Mc 12:24).  Faça do conhecimento bíblico profundo uma marca de sua adoração espiritual.
# Citando a instrução paulina sobre o culto realizado com ordem e decência (a citação é de 1Co 14:40), que cada encontro transformado em culto seja a expressão da vontade de Deus através de uma espiritualidade racional (ainda é Paulo em Rm 12:1).